domingo, 29 de outubro de 2017

Música da Semana #93

domingo, outubro 29, 2017 5 Comments


Não há nada melhor do que vermos evoluções e crescimentos. O Niall é um desses casos. Acompanho-o há anos. A diferença do antes para o agora é que sempre o vi enquanto artista de uma banda. Hoje, consigo vê-lo como um artista solo completamente único. Sempre soube que esse dia ia chegar porque sempre acreditei no talento que o irlandês tinha para mostrar e que estava, algures, disfarçado. O momento chegou e a This Town será sempre a recordação do que é vermos alguém como o Niall voar e mostrar ao mundo que somos do tamanho dos nossos sonhos. 

sábado, 28 de outubro de 2017

Opinião: «The Boss Baby»

sábado, outubro 28, 2017 5 Comments
Resultado de imagem para the boss baby


Na semana passada, vi pela segunda vez este filme. Quando reparei que ainda não tinha escrito sobre ele aqui no blog fiquei chateada comigo mesma. Como assim ainda não vos tinha falado do The Boss Baby? É só dos meus filmes de animação favoritos! Está super bem conseguido e é um filme incrivelmente querido. Posto isto, e para vos abrir o apetite, vou falar-vos um pouquinho sobre este filme.
The Boss Baby é um filme de animação americano baseado num livro de Marla Frazee. Lançado em Março de 2017, conta com as vozes de Alec Baldwin e Steve Buscemi nos papéis principais e é dirigido por Tom McGrath.
No que diz respeito ao enredo, a história dá-nos a conhecer Tim, um menino de sete anos que é filho único e que vê a sua vida mudar com a chegada de um irmãozinho. A questão é que o irmão não é um bebé qualquer. Ele chega de terno e fala. Quando se apercebe disso, Tim faz de tudo para provar aos pais que o bebé não é de confiança e para expulsá-lo de casa. O que ele não sabe é que, para expulsar o bebé de sua casa, vai ter de se unir a ele.
Penso que, do ponto de vista da história, este filme é bastante interessante porque, para além de brincar com a questão "de onde vêm os bebés?", aborda de forma bastante sensível o que é ter um irmão e o que é que isso implica para os pais e para as próprias crianças. Tenho um irmão e sei o quão incrível é a sensação de partilha. O filme aborda bem essa questão, mas também aborda a questão dos ciúmes que uma criança mais velha sente quando a atenção que antes era totalmente sua passa a ser dividida com outro ser. E essa questão é muito bem apresentada pela personagem de Tim, que sofre bastante quando sente que o coração dos seus pais pode deixar de ter espaço para ele. 
Posto isto, e se são fãs de filmes de animação, recomendo vivamente que vejam este. É incrível e os personagens criados estão bastante interessantes. Para além disso, a própria história em si é deliciante. Tenho a certeza que não se vão arrepender! 


Já viram este filme?
Qual foi o último filme que viram?



domingo, 15 de outubro de 2017

Música da Semana #92

domingo, outubro 15, 2017 8 Comments


Sou super super fã do Shawn Mendes. Na minha opinião, tem uma das vozes mais bonitas de sempre e canta com um sentimento incrível! Ruin é uma das músicas que mais gosto de ouvir. Tem uma letra lindíssima e chega-me diretamente ao coração, motivo pelo qual é a música desta semana!



Aproveito para vos pedir desculpa pela minha ausência mas com o mestrado tem sido super complicado ter tempo para tanta coisa. Espero que continuem desse lado! <3

domingo, 1 de outubro de 2017

Remember Teen Wolf

domingo, outubro 01, 2017 6 Comments


Disse "adeus" à minha série favorita de sempre! Sou viciada em séries, como vocês bem sabem. E, por isso, sigo imensas. No entanto, nunca nenhuma superou Teen Wolf. É, de longe, a minha série favorita.
Há uma semana vi-a ter fim. Não consegui ver logo o último episódio porque não estava preparada para dizer aos meus atores favoritos e às melhores personagens alguma vez inventadas. Entretanto, vi-o duas vezes. Precisei de me despedir duas vezes e, mesmo assim, não o sinto como uma despedida. Há três anos, estas personagens entraram na minha vida e depositaram-lhe mais alegria, fantasia e magia. Acima de tudo, ensinaram-me a acreditar. E acreditar é tão raro hoje em dia. Amo a ficção por isso mesmo. Porque, apesar de ser ficção, mostra-nos exatamente aquilo que a vida devia ser e tantas vezes nos esquecemos. E, depois de Teen Wolf, a minha vida ganhou um novo rumo. Hoje, acredito que a nossa força vence tudo. Sou mais corajosa graças ao Scott e mais divertida graças ao Stiles. Tenho uma personalidade forte como a da Lydia e sei ser fria quando é preciso como o Theo. Tenho a sensibilidade do Liam e a valentia do Derek. Na verdade, retirei um bocadinho de cada personagem e depositei-a em mim, afinal, às vezes só precisamos de um empurrãozinho para descobrirmos aquilo que, de facto, queremos ser. E, outras vezes, esse empurrão está na ficção e naquilo que brilhantes atores nos contam através de fantásticos personagens.
Obrigada Jeff, por esta série! E obrigada, Teen Wolf, pelas lições de vida e de amizade!



Até logo, Diamond!

Obrigada pela visita!
Volta Sempre :)